65CAAE32-4043-4074-A8E8-09CB70C53286.jpe

Mochilando pela América do Sul - parte dele


Oi gentee, acabo de voltar de uma viagem de uma parte do nosso continente.

Estive em 4 países: Uruguai, Argentina, Chile (novamente) e Peru.

Entre altos e baixos irei compartilhando aos poucos essa doce aventura acompanhada de um amigo da cidade de Uberlândia, o Sérgio.

Pois bem, sempre tive vontade de visitar nossos vizinhos... Até que um dia essa idéia virou realidade.

A primeira parada foi em Montevidéu, capital do Uruguai. Depois de uma grande conexão em Guarulhos (5 horas de espera) lá pela meia noite estava fazendo a minha imigração no aeroporto de Carrasco. Aliás, imigração muito fácil tanto pra mim quanto pra quem fez na minha frente.

Carimbei meu passaporte mas brasileiros podem viajar usando somente a identidade. Eles lhe entregam um papel com um carimbo para ser mostrado assim que tiver saindo do país. Se perder esse papel, paga-se uma multa.

Não fiz muitas coisas em Montevidéu além de caminhar muito pela cidade velha e na orla de Pocitos durante a noite mas conto tudo mais nas próximas postagens.

Depois de Montevidéu, fui conhecer a luxuosa cidade de Punta del Este. Novamente com a disponibilidade de tempo curta, não consegui por em prática todos os meus planos na cidade. Uma delas era de conhecer o famoso casino Conrad e também o centro da cidade com uma moderna arquitetura.

Mas fui até a famosa casa Pueblo para também poder apreciar o lindo pôr do sol.

A casa Pueblo na verdade é um museu repleto de obras de arte que podem ser apreciadas e compradas. Olhei tudo rapidamente e depois de ficar perdida pelos cômodos, cheguei até a sacada para acompanhar o momento do sol se pondo mas, assim como eu, várias outras pessoas também tentavam seu lugar ao sol haha.

Foi até que então resolvemos ir para o restaurante da casa ao lado que tinha a mesma vista só que não estava tão acirrado. Pra essa façanha, precisei pagar em torno de 11 dólares á mais mas com o direito de reverter esse valor em uma refeição do restaurante... Achou interessante? Confira o blog nos próximos dias que já explico.

No outro dia depois de uma noite de sono, saímos de Punta e fomos até a rodoviária de Montevidéu pegar o ônibus para Colônia de Sacramento. Não conheci a cidade... Só mesmo o porto para pegar o navio até Buenos Aires e assim atravessar a primeira fronteira por terra. Eu tinha muita curiosidade de como funcionava a imigração fora de aeroportos e vi que é da mesma forma que sempre fiz viajando para a Europa.

Check in, raio x e carimbo no passaporte.