Blog  Mala Pink

  • Fan Page facebook
  • Twitter Mala Pink
  • Google mais Mala Pink
  • Canal Mala Pink
  • Pinterest Mala Pink
  • Instagram Mala Pink

© 2016 por Fernanda Mala Pink | Orgulhosamente criado por Fernanda Mala Pink

Cusco - Peru

30/05/2017

 

Hoje vou falar de uns dos lugares que mais amei conhecer em minhas viagens... Cusco, no Peru. A tal cidade que muita gente escolhe se hospedar antes de ir para Machu Picchu. Depois dela ainda vem Águas Calientes mas lá não tem tanta coisa pra fazer como em Cusco. 

Então vamos lá contar o que aconteceu... Desde que comecei o meu tour pela América do Sul eu sabia que Machu Picchu seria a cereja do bolo. 

Havia chegado com um amigo brasileiro ao Peru vindo de ônibus pelo Chile. Na cidade de Tacna (a primeira cidade depois da fronteira) descansamos por uma noite. Logo pela manhã, meu amigo questionou o cansaço e disse que preferiria me esperar em Lima (nosso destino final). Dali em diante eu comecei á viajar "sozinha". 

Na rodoviária de Tacna comprei minha passagem para Cusco por 60 soles (equivalente á quase 60 reais) na empresa Andoriña Bus com partida ás 14 hrs, uma paradinha e troca de ônibus em Arequipa (coisa rápida mas bem confusa) e finalmente ás 6 hrs da manhã depois de muita chuva estava em Cusco. 

 

Eu já tinha reservado a hospedagem por 3 dias no Inka Wild Hostel por 6 dólares a diária (equivalente á 19 reais), peguei um táxi na saída da rodoviária (sujo mas com um motorista muito legal) pela bagatela de 4 soles (equivalente á uns 4 reais) e olha que não era pertinho não viu, as corridas realmente são muito baratas. Chegando no hostel pra minha surpresa era sensacional. Antes mesmo de ter a minha cama (cheguei muito cedo) fui levada ao espaço onde era servido o café da manhã. Eu nunca havia estado em um hostel tão grande e com pessoas tão dispostas á fazer amizade. O recepcionista é um peruano (uma gracinha!) apaixonado pelo Brasil e pelas músicas do saudoso Cristiano Araújo... Fala espanhol (óbvio), inglês, alemão e português. 

 

 

Depois de tomar o café da manhã, fui dar uma volta na cidade afim de encontrar as tais agências que trabalham com o tour para Machu Picchu. Pela internet li a recomendação de visitar cada uma delas porque as opções são infinitas. Depois de ter pechinchado em umas 6 agências, fui abordada na av. El Sol por um homem chamado Willis que me levou até sua agência, a Marvelous Peru. Lá já haviam alguns gringos fechando um passeio radical. Willis me explicou muitas opções de viagens em um portunhol suficiente para eu entender tudo. 

O que acontece é o seguinte: Não é barato ir á Machu Picchu com conforto. Mas quanto mais difícil mais barato fica. Então se você é aventureiro e está em ótima forma física, ótimo! O que não foi o meu caso. Eu quis tudo incluso: Condução até Águas Calientes (me pegando no hostel), trem primeira classe, ônibus e guia... Paguei a bagatela de 225 dólares americanos  (equivalente á uns 735 reais). Preço salgadinho mas eu estava ali pra isso. 

 

Depois disso, comprei minha passagem de avião para Lima em uma agência e voltei para o hostel por volta de umas 14 hrs já pronta para pegar o meu quarto. Guardei minhas coisas e saí pra almoçar. Mmmmmm como o Peru tem comidas deliciosas, meu Deus do céu, haha. Logo mais, voltei á agência para fazer um tour naqueles ônibus de dois andares sabe? Contratei os mesmos serviços da agência do Willis (desculpem mas esqueci o valor que paguei... só sei que achei barato). 

Até que na famosa Praça das Armas eu me senti um pouquinho ofegante e lembrei que precisava mastigar as tais folhas de coca, assim como havia lido na internet. Comprei um saquinho por 2 soles de uma moça que estava na praça. Ôh trem ruim do caramba hahaaa, amarga no finalzinho mas é tiro e queda para o cansaço que dá devido á altitude. 

 

Nesse passeio, fiz amigos (a melhor parte). Fomos á igreja, ás ruínas de Saqsayhuamán e Qenqo e finalizamos o passeio visitando Chinchero onde comprei luvas e gorrinho bem estilo inca. 

De volta ao hostel, depois de um bom banho, tirei um cochilo e comecei á me aprontar para uma festa oferecida por eles em comemoração ao St. Patrick's Day. Se foi divertido? Imagina! 

Fui pra cama e dormi umas meia horinha porque a van da agência iria me pegar ás 5 da manhã. Siiim, bem cedinho! 

Daí já começa minha visita á Machu Picchu que contarei na próxima postagem de viagens. 

 

Resumidamente eu tive em vários momentos, a impressão que eu estava em Ouro Preto - Minas Gerais. Prédios com arquitetura colonial, muita gente pelas ruas, ruas de pedras, vários restaurantes, lojas, atrações e muitas festas. Sem contar na alegria que a cidade te transmite. Sou eternamente grata por essa viagem. 

 

 

 

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Compre  nossos produtos

Você vai gostar de ver também

Please reload

Comente aqui

Quem faz o blog Mala Pink

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon