Blog  Mala Pink

  • Fan Page facebook
  • Twitter Mala Pink
  • Google mais Mala Pink
  • Canal Mala Pink
  • Pinterest Mala Pink
  • Instagram Mala Pink

© 2016 por Fernanda Mala Pink | Orgulhosamente criado por Fernanda Mala Pink

Corcovado

24/03/2018

Até quem mora do outro lado do mundo sabe da existência do nosso Cristo abençoando a cidade maravilhosa, nosso cartão postal, o Corcovado. Mesmo assim quis contar uma das minhas experiências ao visita lo porque apesar de ser famoso, ainda tem muita gente que precisa vir conhecer essa maravilha de perto (a 8ª... poderia ser, né!?). Acho que já fui no Corcovado umas dez vezes contando desde a primeira vez lá em 2006. Fotos boas que é o que interessa nunca tive (não sei porque mas sempre odeio minhas fotos de lá rs). Já fui em dias nublados, dias cheios de turistas, dias que fiquei com o rosto gordo nas fotos, dias que só tirei fotos dos meus amigos e outros que realmente deu pra fotografar e... postar! Hehe. 

 

 

Por causa da copa do mundo, a bilheteria no local mudou completamente. Antes era bem simples e pequena, agora conta com um espaço bonito, iluminado em uma espécie de galeria cheio de opções de souvenires para vender (com preços razoáveis para gringos e absurdos para brasileiros hehe). Então, assim que chegamos de carro, descemos e fomos para a  bilheteria que é necessário seguir a pé. Tem estacionamento no local. Depois que compramos o bilhete entramos por um corredor pra fazer a fila da van. A partir dali somente as vans da empresa estão autorizadas a nos transportar até a próxima etapa do percurso. Em uma das vezes que estive lá, optei de pegar o bondinho. A bilheteria fica lá embaixo e te leva direto para as catracas próximas para pegar o elevador, só que eu achei bem chatinho e toma muito tempo já que ele sobe e desce lentamente. Link para os ingressos do trem do Corcovado

 

 

 

Depois de descer da van, já com o bilhete na mão, passamos pela catraca para pegar o elevador. Você pode optar em ficar só nessa área para um café ou seguir subindo. São necessários comprar os bilhetes para o passeio completo (você tem essa opção na hora da compra), se não comprar não segue mais dali. Depois do elevador mais uma bilheteria eletrônica e aí sim uma escada rolante que te leva até os pés do Corcovado e uma vista incrível da cidade em seu mirante. Ir com o tempo aberto é fundamental mas caso você seja turista e não há outro dia para ir, vá bem agasalhado porque lá em cima venta muito. Já cometi erros de ir com vestido rodado e já fui pega de surpresa por diversas vezes. O vento frio te faz até querer voltar rápido jogando os seus 80 reais (não sou estudante :() pelo ralo; pra garantir levo agasalho até em dias quentes e se necessário uso.  

 

 

Lá em cima você fica quanto tempo quiser até 17:30 (nas férias com o horário de verão tem horários especiais e funciona até mais tarde). Uma única vez quando levei minha filha em sua estréia chegamos no final da tarde e ficamos até o último horário e pude ver a cidade iluminada. A sensação foi indescritível. Vivam essa experiência! A volta é super tranquila também. Pegamos a van da empresa e chegamos onde fica a bilheteria. Só não é legal ir tarde para quem depende de táxi ou algum outro serviço similar porque simplesmente pode não ter nenhum disponível no momento da volta. E foi o que aconteceu... Pra nossa sorte havia uma última van particular que estava descendo os turistas por 10 reais cada pessoa. Eu e a Camila ficamos na porta da bilheteria do bondinho e caminhamos até o Bob’s próximo e de lá solicitamos o Uber até nossa casa. 

 

 

 

E você, já conhece o Corcovado? Tem alguma coisa importante não citado aqui? Deixe nos comentários sua experiência e bem vindo ao Rio . 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Compre  nossos produtos

Você vai gostar de ver também

Please reload

Comente aqui

Quem faz o blog Mala Pink

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon