65CAAE32-4043-4074-A8E8-09CB70C53286.jpe

Palermo, Itália


Conhecer a Itália foi um dos meus sonhos realizados. Desde os tempos das novelas como Terra Nostra e fotos que eu via em revistas já imaginava como aquele país é lindo. Não só lindo, saboroso também. E cá entre nós, massas e sorvetes são com eles mesmo. Eu já conhecia Roma da primeira viagem á terrinha italiana e na minha segunda vez no país caí nos encantos da região da Sicília, que fica ao sul do país.

De cara, um susto. Chegar até lá não foi fácil... na verdade fizemos uma parada em San Stefano di Camastra, um paraíso da Itália (pra saber mais sobre essa viagem clique aqui) e de lá pegamos um trem, e chegamos em Palermo em um dia ensolarado e muito quente no mês de agosto. Saindo da estação de trem central, não vi nada que me deixou encantada. E sim uma cidade bem velha, um tanto parecido com centros de cidades brasileiras com várias lojinhas, ambulantes e muita gente. De fato a cidade estava lotada de turistas, em um dos dias que estava lá, aconteceu um feriado religioso da igreja católica, dia de San Martín.

Sabe aquela impressão de que a cidade era um pouquinho feia? Isso ficou pra trás, depois que comecei a fazer os passeios turísticos em um ônibus hop on hop off e pude ver o quanto a arquitetura antiga daquele lugar é maravilhosa. Na verdade, eu fiquei hospedada no hotel Eurostars Hotel Centrale que fica no centro da cidade e logo mais fui para o Mercure Napole localizado em um bairro classe média e a partir dali pude ver uma Palermo com mais cara de Europa com largas avenidas, limpas e cheias de lojas de marcas de grife. Nesse link disponibiliza um guia de compras em Palermo.

As compras com preços atrativos não ficaram para trás. Palermo é com certeza uma riqueza em relação ao comércio. Trouxe para o Brasil produtos originais da Kipling e Kiko Milano, dentre outros que conferidos com os preços dos mesmos produtos aqui, cheguei à conclusão de ter feito um bom negócio.